Defesa de Lula pede ao STF mais arquivos dos hackers que atacaram a Lava Jato

Defesa de Lula pede ao STF mais arquivos dos hackers que atacaram a Lava Jato
Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas

O advogado de Lula, Cristiano Zanin, pediu a Ricardo Lewandowski que intime o delegado da Polícia Federal Elias Milhomens de Araújo a entregar à defesa todos os arquivos apreendidos na Operação Spoofing, que prendeu os hackers que roubaram as mensagens da Lava Jato.

Como mostrou O Antagonista na semana passada, o delegado já entregou a Zanin o arquivo integral de conversas entre integrantes da força-tarefa, mesmo após Lewandowski determinar que fossem entregues apenas as mensagens que tivessem relação com Lula.

Em ofício enviado ao ministro, Zanin, no entanto, disse que os arquivos têm no total 7 terabytes de dados, mas recebeu um disco rígido com apenas 740 gigabytes. Disse que foram entregues apenas mídias de Walter Delgatti Neto, o líder do grupo.

O advogado relacionou, no novo pedido, uma série de notebooks, celulares e chips apreendidos com os outros hackers, que a defesa também quer acessar.

Um dos arquivos de interesse é um vídeo de 34 minutos em foi gravada a tela de computador de Thiago Eliezer, o “Chiclete”, no momento em que ele captava conversas do grupo de Telegram “Filhos de Januário”, que reunia os procuradores da força-tarefa da Lava Jato.

Leia mais: O início da vacinação no Reino Unido traz esperança para o mundo e dá a largada para a corrida dos políticos pela vacinação em massa em diferentes países.
Mais notícias
TOPO