Defesa de Temer cita entrevista de Eduardo Cunha

Os advogados de Michel Temer usam, ora vejam só, a entrevista de Eduardo Cunha à Época, para defendê-lo contra a segunda denúncia da PGR:

“E no momento em que se prepara esta peça, vem a público entrevista concedida pelo ex-Deputado Eduardo Cunha à revista Época (2 de outubro), na qual ele expõe as entranhas dos processos de delação capitaneados pelo ex-Procurador- Geral da República. O derrotado no ‘processo licitatório’ é categórico ao dizer: ‘Janot queria que eu colocasse mentiras na delação para derrubar o Michel Temer. (…) Mas não vão me usar para confirmar algo que não fiz, para atender aos interesses políticos do Janot. Ele operou politicamente esse processo de delações.'”

14 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. A maior de todas as coincidências foi a delação ter saído justamente quando a reforma da Previdência estava pra ser aprovada.
    Wesley: “Estou com a impressão de que a velocidade está ligada a não dar tempo de deixar a turma que está aí conquistar avanços, tanto do lado do julgamento lá, que começou anteontem, e como do lado de reformas.”
    Joesley: “Eu também tenho exatamente essa impressão. Essa é uma arma que eles têm e estão pensando que está precisando usar, que está na hora de usar.”

  2. Mas no Brasil atual, tem eleições de 2 em 2 anos!
    Esquece-se desse detalhe PRAGMÁTICO?
    E no Brasil, a eleição está vinculada a partido sim.
    A escolher. A tomar posição.
    Foi o que fez o MBL.
    E também, posteriormente, o
    pragmático corajoso e empírico Arthur do “Mamãe Falei”.
    Isso não é problema nenhum.
    Pelo menos MBL e o Arthur lutam contra o lixaço da doutrina
    petista (conhecida como Petismo), lutam contra o brega, o barangismo,
    o mau gosto, o cafona,
    o lixo se figindo de arte em galeria picareta do sul
    e o Kitsch. Pelo menos isso!

  3. Por que “ora vejam só”, Antagonistas? Vocês citaram adoidado a entrevista do Joesley Safadão à Época, de junho, em que ele afirmava que Temer e Aécio eram os chefes de tudo e Lula e Dilma eram fichinhas. Há alguma diferença entre usar uma e outra? É só uma pergunta…

  4. Por que Temer não menciona as 42 perguntas que Cunha fez a ele há mais de um ano atrás, incriminando-o frontalmente??? MUITO HILÁRIO TUDO ISSO! Ele falou sobre Edgar, Altair, Coronel Lima, Arlon Viana, Grecco, Rodrimar? NADA, né???????

  5. Ontem descobri como os petistas de carteirinha definem sua ideologia:
    ROUBAR DE QUEM TEM PARA DAR AOS QUE NÃO TEM É NORMAL, PERFEITAMENTE LÍCITO…
    ESSES CARAS SÓ PODEM SER LOUCOS…
    VÃO TRABALHAR VAGABUMDOS…
    Agora o Temer … sua ideologia é pegar um pouco de quem tem e dar bananas a quem não tem… kkk

  6. Mais uma prova de que a Entrevista do Eduardo Cunha para a Época foi combinada previamente, para que desse tempo para o Temer usar em sua defesa.
    Michel Temer achou alguém para pagar o Alpiste para o passarinho Eduardo Cunha.
    Esse país é um lixo.