ACESSE

Defesa de Witzel acusa a Alerj de 'sucessivas arbitrariedades'

Telegram

Após a Alerj pedir no STF a revogação da ordem para dissolver a comissão que analisava o impeachment de Wilson Witzel, a defesa do governador afirmou que o Legislativo fluminense praticou “sucessivas arbitrariedades” na condução do processo.

Em 27 de julho, durante o recesso judiciário, Dias Toffoli atendeu a pedido da defesa de Witzel e determinou a criação de um novo colegiado para tocar o impeachment, levando o procedimento de volta à estaca zero.

LEIA AQUI a reportagem de Ana Viriato na Crusoé.

Leia mais: A 'paz conveniente' reina em Brasília

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 6 comentários