ACESSE

Defesa diz que adota 'medidas legais' para evitar volta de Queiroz à prisão

Telegram

A defesa de Fabrício Queiroz afirmou receber com “surpresa” a nova decisão de Félix Fischer que mandou ele e a mulher, Márcia Aguiar, de volta para a cadeia.

E que “já tem adotado todas as medidas legais para a urgente reforma da decisão”, mencionando “risco concreto e real de dano à saúde” por causa da pandemia.

Os advogados do ex-assessor de Flávio Bolsonaro aguardam decisão do ministro Gilmar Mendes, em habeas corpus para derrubar a prisão preventiva e qualquer outra restrição.

Em julho, durante o recesso do Judiciário, Queiroz e Márcia conseguiram uma liminar do presidente do STJ, João Otávio de Noronha, para que ficassem recolhidos em casa.

Hoje, o relator do caso da rachadinha no tribunal, Félix Fischer, revogou a liminar e determinou que o Tribunal de Justiça do Rio analise o habeas corpus com urgência.

Leia a íntegra da nota:

“A defesa de Fabrício Queiroz recebe com surpresa a decisão de revogação de anterior liminar, sobretudo diante da desnecessidade da prisão de seus constituintes.

Informa ainda que já tem adotado todas as medidas legais para a urgente reforma da decisão, mormente diante do risco concreto e real de dano à saúde, por pertencerem ambos a grupo de risco agravado diante da pandemia.”

Leia mais: EXCLUSIVO: Ninguém tinha conseguido esmiuçar as movimentações suspeitas nas contas do amigo pessoal do presidente da República. Até agora.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 62 comentários