Defesa pede dois aviões para ajudar a combater pandemia, mas economia nega

Defesa pede dois aviões para ajudar a combater pandemia, mas economia nega
Foto: Divulgação/Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

O Ministério da Defesa pediu ao Ministério da Economia R$ 500 milhões para a compra de duas aeronaves com o intuito de reforçar as ações de enfrentamento da pandemia. A pasta de Paulo Guedes, entretanto, negou o pedido da Defesa.

De acordo com informações do jornal O Globo, o pedido de crédito extraordinário ocorreu após o colapso no sistema de saúde de Manaus.

“O Ministério da Defesa ressalta a atuação da FAB na crise em Manaus, em que transportou pacientes para outros estados e tanques de oxigênio para a capital do Amazonas. De acordo com a pasta, essa situação ‘evidenciou exponencialmente a carência operacional’ da FAB, o que levou ao pedido dos recursos para a compra das aeronaves”, registra o jornal.

Ainda segundo O Globo, a pasta de Paulo Guedes negou o pedido da Defesa alegando que o pleito não atendia a preceitos de urgência e relevância previstos na Constituição.

Leia mais: Quem são os integrantes do primeiro escalão de Joe Biden, cuja composição foi marcada pela previsibilidade.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO