Delação de Delcídio permanece íntegra, dizem especialistas

Especialistas ouvidos pelo G1 dizem que a absolvição de Lula no processo em que era acusado de crime de obstrução de Justiça não invalida a delação premiada de Delcidio do Amaral.

“Se o delator fornece informações que são verdadeiras, que o órgão da persecução penal não consegue comprovar, isso não invalida o acordo de colaboração premiada. Mesmo porque fez com que diversos outros fatos fossem desvendados”, diz o professor de direito penal e direito processual penal do Centro Preparatório Jurídico Leonardo Pantaleão.

Segundo o advogado Yuri Sahione, especialista em Direito Penal e sócio do escritório Sahione Advogados, o juiz ressalvou que a delação de Delcídio permanece íntegra.

“Acho que o que esse caso mostra, numa perspectiva mais global, é que as delações estão sendo submetidas sem um critério efetivo de prova. Um excesso de credibilidade na palavra do delator. Mas, se ele foi coerente, não foi mentiroso, não inventou nada, isso não é suficiente para invalidar o acordo. O delator não está lá para conseguir uma condenação.”

Comentários

  • Oliveira -

    Brasil, sil, sil! O cara era senador da república, líder do partido, perfeitamente inteligente e capaz, estava por dentro de tudo que se passava e foi preso em flagrante. Abriu o bico e a Justiça declara que não serve como prova testemunhal. Ah se minha vizinha fala que eu passei a mão nela...

  • Murilo -

    Mais uma “ação controlada” com o selo Marcelo Miller de qualidade. Incrível que até agora ele e Janot não tenham tido que responder por seus atos.

  • Terú -

    E precisa de especialista pra dizer essas obviedades? Francamente.

Ler 14 comentários