Delação de ex-aliado levou Beto Richa para a cadeia

O Antagonista obteve cópia do despacho do juiz Fernando Fischer, que determinou a prisão do ex-governador Beto Richa, de sua mulher Fernanda e do irmão Pepe Richa, além de assessores e operadores.

No documento, o Gaeco do MP estadual relata o esquema de desvio de recursos no programa Patrulha do Campo – que consistia em melhorias de estradas rurais -, num total de R$ 72,1 milhões.

Quem entregou os detalhes foi o ex-deputado estadual Tony Garcia, antigo aliado do tucano. Ele integrou o grupo de empresários que seriam beneficiados pela licitação, com o compromisso de repassarem parte dos valores ao próprio governador.

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 13 comentários
  1. O difícil é bater palmas, no sul prende-se um ex-governador, no AM., o atual que é candidato pagou para empresa HUMANIZARE, 70.000.000,00, a empresa já é investigada por corrupção.

  2. Se o MP do PT tem tanta certeza das “PROVAS”que está apresentando. Qual a diferença de esperar democraticamente as Eleições? Acho que nem MADURO ou FIDEL teriam coragem de prender um candidato

  3. Nem que RICHA fosse culpado, o que não é, no máximo uma doação em CAIXA 2…agora PROPINA sem CONTRAPARTIDA? O MP nunca deveria tentar influenciar nas Eleições, ou prendesse ANTES ou ESPERAVA

  4. Da PENA de quem leva o MP a sério, não é a toa que CANGACEIRO quer coloca-los na caixinha. Dilma roubou em PASADENA, tem delação dos Marketeiros, do Palocci, sobram PROVAS e continua blindada

  5. O BRASIL não é para AMADORES, doação de campanha virou PROPINA de estrada que NUNCA saiu. MP se metendo em Eleições para prejudicar PSDB. Já Gleise, Lindberg, Dilma, Jaques, Graziotin todos LIV