Delate, Pazuello

Delate, Pazuello
Reprodução

“O general Eduardo Pazuello foi alvejado por duas investigações — uma no STF, outra no TCU”, diz Josias de Souza.

“Em ambas terá que explicar os mistérios da cloroquina. Há no polo passivo dos processos uma grande ausência. Falta ao enredo o protagonista: Jair Bolsonaro (…).

O general talvez devesse pleitear um acordo de delação premiada.”

(Na verdade, ele já delatou, ao dizer: “um manda, o outro obedece”)

Leia mais: Como o candidato Artur Lira já se movimenta para escapar da Justiça valendo-se da parceria com Bolsonaro.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO