Delator acusa Beto Richa

Em acordo de delação premiada com a PGR, o empreiteiro Eduardo Lopes de Souza, dono da construtora Valor, disse que pagou R$ 12 milhões de propina a um intermediário do governador do Paraná, o tucano Beto Richa.

Segundo a reportagem de Bela Megale na Folha, o intermediário apontado por Souza é Maurício Fanini, acusado na Operação Quadro Negro de se envolver no desvio de R$ 20 milhões da construção de escolas públicas.

 

1 comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200