Delator da Delta aponta propina de R$ 24 milhões para Paulo Preto

Telegram

O ex-gerente da construtora Delta Helvétio Rocha disse que Paulo Vieira de Souza recebeu R$ 24 milhões na ampliação da marginal Tietê em 2009, durante o governo de José Serra.

Em depoimento no último dia 12 ao juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato do Rio, ele disse que parte do dinheiro foi entregue em espécie, na sede da Dersa, em São Paulo, dentro de caixas.

A obra custou R$ 1,75 bilhão e a propina teria sido paga antes e após sua execução, segundo Rocha, que fechou acordo de delação premiada.

Comentários

  • A. -

    Eu dava duas opções ao sujeito: ou delata ou delata. Se fizer a primeira, ganha prisão perpétua. Se fizer a segunda, ganha...

  • ZázaRM -

    Paulo Preto entregue logo esses seus parceiros, caso contrário você mofará na cadeia!

  • CLÁUDIO -

    A sorte de Paulo Preto é ter um ANJO corrupto que lhe protege.

Ler 26 comentários