Delator da Registro Espúrio é solto

A juíza Pollyanna Kelly, da 12º Vara Federal do Distrito Federal, determinou a soltura de Renato Araújo Júnior, ex-coordenador-geral de Registro Sindical do Ministério do Trabalho.

Araújo Júnior integrava o esquema de venda de cartas sindicais em troca de propina para políticos do PTB e do Solidariedade.

Ele fechou com a PF um acordo de colaboração premiada, confessou os crimes e apresentou provas comprometedoras contra vários outros integrantes.

Você precisa redobrar a atenção no 2º turno. Entenda por que clicando AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. DOMINGOS disse:

    Acho que esse canalha preferia ter ficado preso... Tá correndo sério risco de ser "acidentado"!

Ler comentários
  1. Renato disse:

    Se cometer crime de novo, tem que ser cana braba, e nunca mais assinar acordo com a Justiça! E eles têm que ficar pobres, a Justiça tem que zerar a conta do delator!!

  2. Wagner disse:

    E preciso urgentemente fazer uma CPI da 12ª Vara Federal do DF

  3. cristian disse:

    Quando a justiça faz um rato virar homem.

  4. Luíz disse:

    A magistratura brasileira quer o bem do Brasil e quer que a lei e todos os seus agentes trabalhem pelo bem da Nação. Nossa magistratura vota 17.

  5. Mariza disse:

    É isso aí! Ele cumpriu a parte dele e a Justiça cumpre a dela. Uma mão lava a outra, várias mãos juntos fazem a Lava Jato e outras limpezas de roubalheiras do dinheiro público.

  6. Batman disse:

    O problema é o engavetamento. Já esqueceram do Adélio. Criminoso grave. Quase matou um futuro presidente. Todo mundo com cara de paisagem com medinho de interferir no dia 28.

  7. Beto... disse:

    Por falar em Registro, como ficou o escândalo do falso registro de entrada do Terrorista Adélio Bispo na Câmara dos Deputados? Foi o computador que se digitou sozinho? É um lobo solitário? É um