Delator diz ter dado R$ 23 milhões para campanha de Pezão

Benedito Júnior, ex-executivo da Odebrecht, disse hoje a Marcelo Bretas que doou cerca de R$ 23 milhões à campanha de Luiz Fernando Pezão ao governo do Rio, em 2014.

O ex-executivo, que firmou acordo de delação premiada, disse ter atendido a um pedido de Sérgio Cabral e combinado pagamento de 1 milhão de euros (R$ 3 milhões em valores da época) no exterior e outros R$ 20 milhões no Brasil.

O atual governador do Rio nega as acusações.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Peçanha disse:

    O Rio está na lama que está, nunca, sem razão. Pezão ainda é governador? O Rio nada na corrupção e seu povo se cala? Ou é diazepam na água ou sangue de barata.

Ler comentários
  1. eternamente vingador do povo brasileiro disse:

    Geraldo serra ORCRIMin, Geraldo aecio ORCRIMin, Geraldo rodoanel ORCRIMin, Geraldo paulo preto ORCRIMin, Geraldo cabral ORCRIMin, Geraldo beiçola ORCRIMin, Geraldo centrão da corrupção ORC

  2. Alexandre, The Great disse:

    Seria inédito se ele admitisse ter recebido. Negar, até o luladrão nega (mesmo depois de CONDENADO!)

  3. PRESODENTRO disse:

    Então o Pezão (cara de bobo) fez o seu pezinho de meia? Quanta novidade! A gente ver que o Pezão é, também, um mão grande. Bretas nele, minha gente roubada!

  4. SPA CURITIBA disse:

    Pô , Benedito , vê se encontra o 'recibo' . Aquela turma capitaneada por Gilmar não quer mais esse tipo de delação .

  5. Paulo disse:

    E vai continuar negando, maaaas...nós sabemos que levou, não sabemos?