Delator quer perdão de Moro

A defesa de Augusto Mendonça Neto pediu a Sérgio Moro o benefício do perdão judicial, que prevê a extinção da pena. Mendonça Neto, executivo da Toyo Setal, foi o primeiro réu a se tornar colaborador da Justiça Federal na Lava Jato. Ele era subordinado a Júlio Camargo e foi o primeiro e implicar João Vaccari em desvios da Petrobras e da Sete Brasil por meio da gráfica Atitude. O acordo de colaboração que assinou prevê o cumprimento da sentença em regime aberto.

Faça o primeiro comentário