Delcídio, chateado, confirma voz na gravação

Delcídio Amaral confirmou à Polícia Federal que a voz que está na gravação feita por Bernardo Cerveró é dele mesmo. O senador alegou, porém, que não ofereceu mesada de R$ 50 mil mensais à família de Nestor Cerveró para evitar sua delação premiada.

O petista, que já é alvo de investigação no Supremo, prestou depoimento à PF hoje à tarde por cerca de quatro horas. Seu advogado Maurício Silva Leite disse ao G1 que Delcídio foi confrontado com trechos da gravação e deu sua versão para os fatos.

“O senador está muito chateado, está aguardando sereno o desenrolar das investigações, mas tá muito preocupado com tudo isso que aconteceu”, contou o advogado, que divulgará amanhã uma nota à imprensa.

Faça o primeiro comentário