Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Delegada foi retirada de investigação após pedido de buscas no Planalto

Denisse Ribeiro era a responsável pelo inquérito dos atos antidemocráticos e foi afastada após pedir buscas na Secom e no ministério de Damares
Delegada foi retirada de investigação após pedido de buscas no Planalto
Reprodução/Emagis TRF4

A delegada Denisse Ribeiro foi retirada do comando do inquérito dos atos antidemocráticos 14 dias após pedir ao Supremo busca e apreensão na Secretaria de Comunicação da Presidência, então dirigida por Fábio Wajngarten, e no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, de Damares Alves.

A informação é do UOL.

“O objetivo das buscas era procurar provas de que agentes públicos distribuíram verbas do governo para canais bolsonaristas que incitavam movimentos na internet e nas ruas pelo fechamento do Congresso Nacional e do Supremo e a volta da ditadura militar e do AI-5 (Ato Institucional número 5), o mais duro dos anos de repressão. Oito dias depois de o pedido ser enviado ao STF, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com André Mendonça, então ministro da Justiça, de acordo com a agenda oficial de 2 de julho. Em 6 de julho, Mendonça se encontrou com o diretor-geral da PF.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO