Delegado da PF é afastado após pedir prisão de Temer e Alckmin

Telegram

Milton Fornazari, delegado da PF que chefiava inquéritos da Lava Jato na capital paulista, foi afastado do cargo depois de uma postagem em rede social em que pedia as prisões de Michel Temer e Geraldo Alckmin, informa O Globo.

Fornazari fazia parte da Delegacia de Combate à Corrupção e Desvio de Verbas Públicas e, depois do post, foi transferido para a Delegacia de Defesa Institucional, que investiga pedofilia e tráfico de mulheres, entre outros crimes.

O delegado estava à frente de inquéritos que envolvem as delações da Odebrecht e assinou a maior parte dos ofícios do caso de Paulo Preto, apontado como operador de propina do PSDB.

O post que provocou o afastamento foi publicado em abril, logo depois da prisão de Lula, quando Fornazari cobrou a detenção de “outros líderes”.

A PF argumenta que o comentário do delegado colocou em xeque a isenção dele para atuar nos inquéritos da Lava Jato. Além disso, a Corregedoria instaurou um “expediente de natureza disciplinar” para apurar sua conduta.

 

Comentários

  • Almanakut -

    BANDIDO solto = Guerra civil!

  • Almanakut -

    01/07. Vídeo 15: CHEGOU O DIA QUE O POVO ESPERAVA ! ---- celio ferreira ---- https://www.youtube.com/watch?v=ZE53QnblmYk

  • Rosa -

    A Lava Jato de São Paulo deveria acabar com essa fama horrorosa e trabalhar mais para por essa cambada de Bandidos corruptos na cadeia. Todos: bandidos do PT, MDB, PSDB, PP, PSOL, DEM e etc.

Ler 59 comentários