Delegado Waldir para Bolsonaro: "Você não pode bater em pai e mãe, né?"

O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir, não gostou de Jair Bolsonaro ter dito a um apoiador, na frente do Palácio da Alvorada, para esquecer o PSL — veja aqui e aqui.

Ele comentou com O Antagonista:

“A gente não pode desmerecer o prato que comeu. Se o nosso presidente está hoje no Palácio do Planalto, ele tinha que ter uma sigla e essa sigla foi o PSL. Você não pode bater em pai e mãe, né? O nascimento do presidente… todos nós dependemos do partido. Gratidão é uma palavra mágica. Gratidão e lealdade.”

O deputado também afirmou que o presidente precisa “dar detalhes” de sua declaração.

“Quem tem que dar detalhes sobre isso é o presidente. O presidente precisa esclarecer. Se tem fatos que ele sabe, que eu não sei, que você não sebe, que o cidadão não sabe, ele tem que trazer a público.”

No mês passado, noticiamos que Bolsonaro pretende deixar o PSL até o fim do ano.

Bolsonaro ameaça deixar PSL

Exclusivo: os pagamentos de bancos e outros gigantes a Lula e a campanhas do PT, segundo Palocci. CONFIRA
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO