ACESSE

Deltan no CNMP: Muda Senado pede suspeição de Bandeira de Mello

Telegram

O grupo de senadores Muda Senado quer que o conselheiro do CNMP Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho se declare suspeito para julgar um pedido para retirar Deltan Dallagnol da força-tarefa da Lava Jato.

O Muda Senado quer que Bandeira saia do caso e deixe de participar de qualquer processo aberto contra Deltan no conselho.

A representação, feita pela senadora Kátia Abreu, pede que o procurador seja afastado da Lava Jato porque sua presença na força-tarefa pode prejudicar as investigações. Segundo ela, Deltan vem usando do cargo para promoção pessoal.

Em nota, os senadores contam que o conselheiro foi chefe de gabinete do senador Renan Calheiros (MDB-AL) e secretário-geral da Mesa do Senado durante a presidência dele.

Renan já fez uma representação contra Deltan no CNMP e é investigado pela Lava Jato, o que colocaria Bandeira de Mello numa situação de conflito de interesses.

Além disso, afirmam, o conselheiro foi relator de outra reclamação aberta contra Deltan e o caso teve de voltar ao início depois que decisão judicial apontou “irregularidade na condução do feito, que atropelou os ritos, cerceando o direito de defesa” do chefe da Lava Jato.

Renan também é autor de uma representação contra Deltan Dallagnol. Ele acusa o procurador de ter feito campanha contra ele na disputa pela presidência do Senado, em 2019.

Leia AQUI a nota divulgada pelo Muda Senado

Leia mais: Lava Jato ameaçada de morte

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 41 comentários