Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Deltan: "Se você não se posicionar agora, o Ministério Público vai deixar de existir"

Segundo o ex-coordenador da Lava Jato, a PEC da Vingança criará uma quinta instância de revisão judicial se for aprovada no Congresso
Deltan: “Se você não se posicionar agora, o Ministério Público vai deixar de existir”
Reprodução

O ex-coordenador da força-tarefa da Lava Jato Deltan Dallagnol divulgou um vídeo há pouco nas redes sociais pedindo que a população se manifeste contra a PEC da Vingança, que aumenta a influência política do Ministério Público por meio do CNMP.

Há pouco, Arthur Lira, que tenta tratorar o texto, adiou a votação mais uma vez.

Se você não se posicionar agora, o Ministério Público que trabalha de modo firme contra a corrupção política vai deixar de existir. É muito grave”, diz Deltan.

O procurador citou os pontos mais graves da proposta e disse que, na prática, ela criaria uma quinta instância de revisão judicial no Brasil.

“Promotores e procuradores estarão sob um risco constante de retaliação e de demissão quando eles incomodarem as pessoas poderosas. […] Esse conselho vai poder derrubar denúncias, pedidos de prisão e condenações contra poderosos tornando-se uma quinta instância de revisão em um sistema que é o único do mundo a ter quatro instâncias e infinitos recursos.”

Deltan lembrou que PECs importantes para o combate à corrupção, como a da prisão após condenação em segunda instância e a do fim do foro, elaboradas muito antes, foram deixadas de lado pelos parlamentares.

O procurador pediu que seus seguidores votem contra a PEC no site da Câmara e divulguem a hashtag #PEC5não.

Assista:

Mais notícias
TOPO