Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

DEM libera 'Mandetta 2022', mas sem juras de fidelidade ao projeto

DEM libera Mandetta 2022, mas sem juras de fidelidade ao projeto
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O Antagonista confirmou que a cúpula do DEM decidiu, discretamente, abençoar uma pré-candidatura de Luiz Henrique Mandetta ao Planalto em 2022.

Nos últimos dias, interlocutores tentaram aparar as arestas e proporcionar as pazes entre o ex-ministro da Saúde do governo Bolsonaro e ACM Neto, presidente nacional da legenda. Quando da eleição de Arthur Lira na Câmara, Mandetta não poupou críticas a Neto — relembre aqui.

A cúpula demista decidiu “soltar” Mandetta e ver até onde ele vai. Não foi definido um prazo, mas, claro, não dará para deixar a decisão muito para frente. Oficialmente, o DEM, assim como outros partidos da esquerda e do centro, dirá que a prioridade é ter candidatura presidencial própria no ano que vem, mas o próprio Neto já avisou, mais de uma vez, que não descarta apoio à reeleição de Jair Bolsonaro.

Neto, ainda que negue influência e tenha até dito ser “lamentável” a nomeação, é, sim, um dos patrocinadores da confirmação de seu pupilo e ex-chefe de gabinete João Roma, deputado federal do Republicanos, no Ministério da Cidadania, no mês passado.

O DEM prometeu a Mandetta fazer pesquisas com frequência e ir sentindo a viabilidade do projeto “Mandetta 2022” nos próximos meses. Se não der certo, o ex-ministro poderá tentar o governo de seu estado, o Mato Grosso do Sul, embora haja obstáculos no caminho, como já noticiamos.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO