Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Demissão de Pazuello travou investigação sobre seu papel em mortes por asfixia no Amazonas

Quando o general deixou o cargo, perdeu o foro privilegiado, e o caso foi levado à primeira instância
Demissão de Pazuello travou investigação sobre seu papel em mortes por asfixia no Amazonas
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A demissão de Eduardo Pazuello do Ministério da Saúde, em março, interrompeu a investigação sigilosa da PF sobre seu papel nas mortes por asfixia no Amazonas, diz a Folha.

Ao deixar o cargo, o general perdeu o foro privilegiado. Com isso, o inquérito para investigar seus crimes saiu do âmbito do STF e foi para a primeira instância da Justiça Federal no Distrito Federal.

Dois meses e meio depois, a Procuradoria ainda não remeteu os autos à PF no DF, a quem cabe agora a condução das investigações. O processo passou a tramitar em segredo de justiça.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO