Democrata, não “vivandeira”

Raul Jungmann, é importante que se enfatize, está longe de ser “uma vivandeira de quartéis”. É um democrata que apenas conversa com militares, parte inextirpável da sociedade brasileira