Denúncias contra o “grande chefe” nunca andaram

O Antagonista soube que o Ministério da Agricultura chegou, sim, a abrir uma investigação contra Daniel Gonçalves Filho entre 2012 e 2013 — eram muitas as denúncias que o envolviam. As diligências, porém, esbarraram na lentidão e na burocracia do serviço público.

Mais: Daniel e sua turma se aproveitaram de um momento político conturbado (o PMDB do Paraná comandava a pasta desejada pelo PT) e da saúde prejudicada do então ministro Mendes Ribeiro Filho, que morreu de câncer em maio de 2015.

Naquela época, praticamente nada andava no ministério.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200