Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Depoimento de Boulos é adiado por 'falta de sala' na PF

Depoimento de Boulos é adiado por falta de sala na PF
Foto: Kelly Fuzaro/Band/Divulgação

A PF desmarcou o depoimento de Guilherme Boulos, que está sendo investigado com base na Lei de Segurança Nacional por supostas “ameaças” a Jair Bolsonaro no Twitter, registra a Folha.

Em abril de 2020, o psolista escreveu na rede social “um lembrete para Bolsonaro: a dinastia de Luís XIV terminou na guilhotina…”, como comentário a uma declaração do presidente na época (“eu sou a Constituição”).

O candidato derrotado no segundo turno municipal de São Paulo em 2020 foi intimado a depor na semana passada, e a PF disse ao seu advogado que uma portaria obrigava a que o depoimento fosse presencial.

A instituição informou, porém, que não tem sala disponível em Brasília para o depoimento, já que a cidade está em lockdown. Não foi marcada nova data.

Como publicamos na semana passada, o inquérito sobre Boulos é herança da passagem de André Mendonça pelo Ministério da Justiça, e a intenção da nova gestão, de Anderson Torres, é arquivá-lo.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO