ACESSE

Depoimento de Witzel a investigadores é interrompido por decisão do presidente do STJ

Telegram

O depoimento do governador Wilson Witzel aos procuradores e policiais que o investigam por corrupção teve de ser interrompido no meio na tarde da última sexta, dia 10. Enquanto o governador falava, o presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, atendeu a pedido da defesa e suspendeu o depoimento até que os advogados tenham acesso aos autos das investigações.

Com a interrupção, a defesa do governador se recusou a assinar o termo de depoimento, que será anulado e descartado. Para efeitos processuais, será como se o governador nunca tivesse falado com os procuradores – uma nova data ainda não foi marcada, já que a defesa ainda não teve acesso ao inquérito.

Durante a oitiva, chegou a ocorrer uma discussão técnica sobre o que fazer diante da decisão de Noronha. Concluiu-se que Witzel poderia continuar depondo, se quisesse. Mas foi desaconselhado por seus advogados, segundo O Antagonista apurou, em respeito à decisão judicial que atendeu a pedido da defesa.

Witzel é acusado de corrupção em contratos na área da saúde no Rio. Seu ex-secretário de Saúde Edmar Santos, e outros integrantes da Secretaria, também são investigados por superfaturamento de compras de equipamentos para enfrentamento da pandemia de Covid-19.

A defesa do governador havia reclamado ao STJ porque o despacho que autorizou a busca e apreensão citava informações que não haviam sido apresentadas pelo MPF naquele processo.

Os advogados concluíram que os investigadores vinham usando dados coletados dos inquéritos sobre o esquema de Witzel que corre em primeira instância. E pediram ao STJ que junte tudo e lhes encaminhe cópia.

Enquanto isso, os depoimentos não poderão ser tomados, conforme determinou o presidente do STJ.

O relator do inquérito é o ministro Benedito Gonçalves, mas, durante o recesso, quem toma as decisões urgentes é o presidente do STJ.

Leia mais: Gilmar Mendes x militares: conheça os bastidores do caso aqui.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 24 comentários