Depoimentos de delatores citam caixa dois para Richa

Telegram

Dois delatores da Odebrecht disseram à força-tarefa da Lava Jato que pagaram milhões em caixa dois para a campanha de reeleição de Beto Richa ao governo do Paraná, informa o G1 PR.

Segundo os delatores –cujos depoimentos são sigilosos–, o pagamento ao tucano foi feito em troca de favorecimento à empreiteira em uma licitação. Richa nega as acusações.

Luis Antonio Bueno Júnior e Luciano Ribeiro Pizzato foram ouvidos no inqúerito que investiga se o ex-governador cometeu crimes na licitação para duplicar a PR-323, conhecida como a “Rodovia da Morte”, entre Maringá e Umuarama.

Eles afirmaram que Deonilson Roldo, então chefe de gabinete de Richa, pediu R$ 4 milhões para a campanha do governador em 2014.

De acordo com os delatores, o tucano, que participava de corridas de Stock Car, era identificado pelo codinome “Piloto” nas planilhas de propina da Odebrecht.

Comentários

  • virus -

    O tal "desembargador pai " não vê nada demais ...nem com o "VAR" ....

  • JorgeS -

    Caixa dois não, ninguém dá dinheiro a político sem obter vantagens no presente ou no futuro.

  • Eleitor -

    Isso não é caixa dois, é propina mesmo. O MPf precisa entender que PT e PSDB têm o mesmíssimo jeito de roubar. Tanto que constam das mesmas planilhas. Todos estes que receberam $ destas empreiteiras precisam ser presos. Ou se estará instaurando dois pesos duas medidas. E o Santo? Segue blindado?

Ler 18 comentários