ACESSE

Depoimentos do inquérito sobre ingerência de Bolsonaro na PF permanecem em sigilo

Telegram

Os depoimentos do empresário Paulo Marinho e de coronel Miguel Braga, chefe de gabinete de Flávio Bolsonaro, permanecem em sigilo no inquérito que investiga suposta ingerência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

Aliás, o inquérito praticamente não anda há três semanas.

A última tramitação foi uma ‘solicitação de providências’, protocolada ontem à noite pela PF, mas que acabou sendo retirada do sistema logo depois.

Foto: Adriano Machado/Crusoé

Leia mais: A coluna exclusiva de Moro na 'Crusoé': assine e ganhe um ebook sobre o ex-juiz e ex-ministro. Clique e saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 7 comentários