Deputado da tatuagem tem candidatura indeferida

Wladimir Costa, o deputado do Solidariedade notório por aquela tatuagem com o nome de Michel Temer, teve sua candidatura ao Senado pelo Pará indeferida pela Justiça Eleitoral, registra a Folha.

O deputado tem uma condenação no TRE-PA por uso de caixa dois na eleição de 2014, e a corte eleitoral indeferiu seu nome com base na Lei da Ficha Limpa.

Costa já disse que vai recorrer ao TSE e alegou que seus adversários, como Jader Barbalho, estão “em pânico” com sua campanha.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Giusti disse:

    Dilmanta usou cx 2.000 e nem assim teve sua candidatura impugnada. Os ladrões d galinha continuam expiando os pecados dos chefes.

Ler comentários
  1. Cleide disse:

    Até que enfim uma notícia menos escabrosa e assustadora. Só de pensar em Tóffoli no Planalto já me tirou o sono. "Se ficar o bicho pega se correr o bicho come.

  2. Claudio disse:

    Meu Deus!!! O Pará dstá ruim de senador, mesmo. De um lado Jader Barbalho; do outro, aquele da tatuagem de Michê Temer. PQP!!!

  3. Luiz disse:

    Bolsonaro chegando e as boas notícias também

  4. Marcos disse:

    a lei vale para todos. nada de passar a mão na cabeça de quem quer que seja.