Deputado pede cassação de Flordelis: "não tem condições" de continuar no cargo

Deputado pede cassação de Flordelis: “não tem condições” de continuar no cargo
Foto: José Lucena/Futura Press/Folhapress

O deputado Léo Motta, do PSL de Minas Gerais, apresentou uma representação na Câmara pedindo a cassação do mandato de Flordelis, a mentora do assassinato do marido, segundo as investigações.

No documento, Motta lembra que, “no primeiro momento, os deputados se solidarizaram com o sofrimento da viúva e de seus 55 filhos”.

“Diante da avalanche de provas contra a deputada Flordelis, fica evidente que a parlamentar não tem condições de permanecer no cargo para o qual foi eleita, tampouco exercer os papéis inerentes à vida política, devendo, assim entendo, dedicar-se exclusivamente à sua defesa perante a Justiça, uma vez que alega ser inocente dos crimes a ela imputados.”

O deputado, no pedido de cassação enviado a Rodrigo Maia — leia aqui a íntegra –, diz que “a parlamentar sempre procurou passar uma imagem de mulher cristã”.

“Cabe salientar que a parlamentar sempre procurou passar uma imagem de mulher cristã, comprometida com a vocação de adotar filhos e preocupada com a família, enquanto ao mesmo tempo, tinha uma postura que, a serem comprovadas as denúncias do inquérito policial, denota um coração perverso e inclinado ao crime, o que, por si só, se constitui em quebra do decoro parlamentar.”

O PSD, como antecipamos, suspendeu a deputada e vai iniciar o processo de expulsão dela do partido. Flordelis chegou ao PSD pelas mãos do senador Arolde de Oliveira.

Leia mais: OS R$ 42 MILHÕES DO ADVOGADO DE BOLSONARO
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 24 comentários
TOPO