ACESSE

Deputado do PT pede que respiradores fiquem de fora de CPI na Alesp

Telegram

O deputado estadual José Américo (PT-SP) disse hoje ser contra que a CPI das Quarteirizações, que acaba de ser instalada, investigue a compra de respiradores por parte do governo Doria.

“A investigação dos respiradores do Doria, eu tenho a maior vontade de investigar os respiradores”, declarou José Américo, na sessão transmitida online. “Mas eu acho que talvez a gente devesse levar para a Comissão da Saúde ou para Comissão Especial das OS’s lá da Comissão de Saúde, e investigar lá”, disse o deputado. “Porque aqui é a quarteirização. Se nós não tivermos sinais de quarteirização, eu acho que a gente, fica difícil a gente começar a investigar”.

José Américo acrescentou: “No caso do Iabas, eu acho que tudo bem porque lá tem problema de quarteirização. Mas eu acho que no caso dos respiradores, por mais que eu tenha vontade de investigar, eu acho que não tá afeta à nossa Comissão”.

Janaina Paschoal (PSL), suplente na CPI, discordou e disse que vai requerer formalmente que a comissão investigue também a questão dos respiradores.

Durante a reunião, a deputada Analice Fernandes (PSDB) disse ter recebido o plano de trabalho, mas não a pauta. Wellington Moura (Republicanos) contou não ter recebido o plano de trabalho. O texto ainda não está no site da Alesp.

A CPI das Quarteirizações foi concebida em março de 2019, mas só foi instalada em março de 2020, com a nomeação dos membros. Realizou sua primeira reunião na quarta-feira passada (1º).

Sua missão oficialmente é “apurar denúncias de irregularidades nos contratos celebrados com Organizações Sociais da Saúde – OS’s, pelas Prefeituras e pelo Governo do Estado de São Paulo”.

A CPI é presidida por Edmir Chedid (DEM).

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários