Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Deputado do PT admite ter criado aplicativo dos cybermortadelas

O deputado federal e candidato ao Senado Miguel Corrêa Júnior, que está por trás da rede de ativistas digitais pagos pelo PT, emitiu uma nota oficial em seu perfil no Instagram.

Curiosamente, ele diz que trabalhou diretamente com o desenvolvimento de startups – como O Antagonista mostrou ontem.

“Deste trabalho, surgiram diversos aplicativos, dentre eles o Follow, app do qual sou um dos fundadores.”

Considerando que Miguel Corrêa trabalhou com startups quando era secretário de Ciência e Tecnologia do governo de Minas e que a Follow é fruto disso, qual a chance de o deputado ter usado dinheiro público para fins pessoais e partidários?

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO