Deputado que acompanhou comitiva antiaborto de Damares invadiu hospital

Deputado que acompanhou comitiva antiaborto de Damares invadiu hospital
Foto: Lissa de Paula/ALES

Quando tentava impedir o aborto na menina de 10 anos vítima de estupro, a comitiva de Damares Alves enviada ao Espírito Santo ganhou o apoio local do deputado estadual Lorenzo Pazolini (Republicanos).

Hoje candidato à Prefeitura de Vitória, ele ganhou notoriedade quando invadiu um hospital em Serra (ES) para provar que leitos de UTI estavam vazios, em junho. Foi motivado pela mensagem de incentivo do presidente Jair Bolsonaro à época.

Pazolini é delegado de polícia e, em 13 de agosto, Damares informou no Twitter que ele estava na cidade de São Mateus (ES) “para acompanhar de perto as investigações” sobre o caso da menina.

Segundo a Folha, a comitiva enviada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos era composta por Alinne Duarte de Andrade Santana, coordenadora geral de proteção à criança e ao adolescente, e Wendel Benevides Matos, coordenador geral da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, além de mais dois assessores.

O jornal diz que, em reuniões, eles tentaram impedir o aborto, autorizado por lei.

Leia mais: Combo O Antagonista e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90/mês
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 33 comentários
TOPO