Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Deputado que disse "se eu tivesse te dado um soco, Vossa Excelência não teria continuado sentado” pede desculpas

Diego Garcia (Podemos-PR) disse ter encaminhado pedido de desculpas até à presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann
Deputado que disse “se eu tivesse te dado um soco, Vossa Excelência não teria continuado sentado” pede desculpas
Reprodução/TV Câmara/YouTube

O deputado federal Diego Garcia (Podemos-PR), alvo de uma representação no Conselho de Ética, pediu desculpas nesta quarta (22).

Em 18 de maio, na comissão especial da Câmara que debatia o cultivo de maconha no Brasil para fins medicinais, Garcia levantou-se e deu um tapa no peito do presidente Paulo Teixeira (PT-SP). A agressão foi transmitida ao vivo pela TV Câmara.

No mesmo dia, Garcia disse, negando a agressão“Se eu tivesse te dado um soco, Vossa Excelência não teria continuado sentado”.

Hoje, no Conselho de Ética, o tom de Garcia foi bem diferente.

“Primeiro, eu me sinto aí envergonhado, né, de hoje estar do outro lado. E eu faço aqui um pedido de desculpas a todos os parlamentares que são membros desse conselho e aos quais eu respeito muito. Segundo, presidente, eu também fiz, encaminhei, aos membros dessa comissão pelo e-mail institucional, encaminhamos a Vossa Excelência, como presidente desse conselho, e também ao relator dessa representação contra mim [João Marcelo Souza (MDB-MA)], e ao deputado Paulo Teixeira, assim como também à deputada e presidente do Partido dos Trabalhadores [Gleisi Hoffmann], que é autor aí da representação contra mim, um pedido de desculpas público”, disse Garcia.

“Reconhecendo aí a minha – é, que essa conduta que eu pratiquei na reunião do dia 18 [de maio] nunca fez parte da minha história e da minha trajetória política aqui dentro do Congresso Nacional”.

Leia tambémDeputado desafia Boca Aberta a visitar um presídio

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO