Deputado sugere isolar o Planalto na tramitação das reformas

No fim de semana, registramos que José Sarney aconselhou Rodrigo Maia a continuar assumindo de vez o protagonismo da discussão da reforma da Previdência, o que ficou claro já logo na primeira entrevista que o presidente da Câmara concedeu após a votação da segunda denúncia contra Michel Temer.

Evair de Melo, do PV do Espírito Santo, concorda com Sarney (só dessa vez). Disse o deputado a O Antagonista:

“Tudo o que este governo disser que é dele, neste momento, o Planalto encontrará muita dificuldade para fazer qualquer coisa andar no Congresso. Quando os interlocutores de Michel Temer afirmam que é hora de a tropa de choque do presidente liderar as reformas, eles estão, na verdade, contribuindo para enterrar as reformas.”

O parlamentar continuou seu raciocínio, semelhante ao de José Sarney:

“Por favor, me digam, a esta altura do campeonato, quem será o parlamentar maluco que vai querer colocar a sua imagem, a caminho de 2018, à imagem do governo Temer. Qual seria, então, a saída para aprovar as reformas necessárias para o país, diga-se de passagem? Simplesmente retirar o governo das discussões sobre esses temas.”

Assim sendo, afirmou deputado Evair, Rodrigo Maia consolida-se, de fato, como alguém capaz de influenciar os eleitores do Planalto, que, nesse caso, são os próprios parlamentares.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 26 comentários
  1. Rodrigo Maia vai afundar a aposentadoria do trabalhador brasileiro ?
    Pois que seja.
    Vamos acabar com seu futuro político.

  2. Reforma da previdência com Lula líder nas pesquisas?!?!?
    Vocês querem entregar o país arrumado de novo pro cara, sem ele arcar com os ônus das reformas. Ele é contra deixa ele pegar o país dois do jeito que eles deixaram. A oposição ao PT facilita demais a vida do Lula.
    Vamos pensar no melhor pro país… o melhor é PT mais 16 anos????

  3. A impossibilidade disso é tão evidente que é difícil comentar. Quem vocês deixaram aí de plantão nesta semana esprimida?

  4. Uma das grandes doenças de nosso tempo é a tributação do ausente.
    .
    O exemplo número um é a inflação, sabidamente, um imposto sobre o pobre. Os senhores parlamentares entram em acordo sobre despesa e receita, a primeira muito maior que a segunda, e o Poder Executivo fecha a conta pintando pedaços de papel. Só que a dívida de hoje é o imposto de amanhã.
    .
    Agora estamos novamente tributando um ausente, por miopia ou por vilania mesmo, como se vê no debate sobre a Previdência. As aposentadorias são maiores que o permitido pelas contribuições, de tal sorte que há um déficit que é coberto com dívida, e/ou com outros impostos.
    .
    O que antes era um imposto sobre os pobres, agora se transformou em uma contribuição a ser paga pelas crianças.

  5. Como Rodrigo Maia já alertou: a Previdência hoje é um enorme mecanismo de transferência de renda, só que dos mais pobres para os mais ricos. Exatamente como era a inflação.
    .
    Folha de S.Paulo (30/06/2014) – Desde o início de sua concepção, o Plano Real enfrentou toda sorte de resistência. Havia um clima de desconfiança em relação a uma nova investida econômica.
    .
    O desafio era ainda maior daquela vez porque o plano envolvia uma série de medidas impopulares, como o corte de gastos do governo e a previsão de aumento dos impostos, sem falar na expectativa de alguma perda salarial com a nova moeda.
    .
    O PT era uma das principais frentes de oposição. O então presidente da sigla, Luiz Inácio Lula da Silva, criticou a falta de diálogo e viu interesses eleitorais nas medidas.
    .
    Parlamentares haviam feito quase 300 emendas ao texto original e o PT e frentes do PDT consideravam a medida favorável a empreiteiras e ruralistas e desfavorável aos trabalhadores.
    .
    Foram necessários mais de dois meses para que a Câmara aprovasse, em maio, a medida que criou a URV, semanas antes do prazo estipulado para a troca da moeda, em 1º de julho de 1994.

  6. Caravana do Lula chegou a BH [satélites: PCdoB, PSOL, CUT etc.).
    7:00 berrar: «Primeiramente “Fora Temer”»
    7:15 Priscila Toscano, Cagona-da-Paulista, Mulher-Fezes [irá cagar em performance]. PROFESSORA de Haddad o porralouca-de-SP. Cagará em Minas, mineiros! Será 1 performance artística. (Veja GOOGLE).
    7:30 Café c/pão & mortadela
    8:30 Berrar «Lula, guerreiro do povo brasileiro»
    8:45 Oficina c/Boulos: como queimar pneus: 13 lições
    9:00 Show caviar Tico S. Cruz [anti-elite]
    9:30 Queimar pneu
    11:30 Atos de vandalismo
    11:45 Inalar gás lacrimogêneo
    12:30 Marmitex
    13:30 Oficina USP: “política macroeconômica pra América Latrina” (dilmanta-Pasadena, «Baranga-de-BH»): Maletta!
    14:30 Correr pra todo lado da PM, quebrando tudo à frente
    15:30 Show brega: Anitta
    16:30 Mesa redonda: convidado UFMG: “Rui Falsão”
    17:00 benzer placas bregas “Fora Temer”
    17:30 Gritar: “Fora elite branca”
    18:00 Arruaça e apanhar da PM
    18:15 berrar “Moro é do PSDB”
    18:30 Palestra com Gaytano Meloso: a ARTE ruim é ARTE boa.
    19:00 descanso
    19:30 palestra da USP: «Como boicotar Uber» [com advogado petista, o JEC]
    20:30 discurso: RADUAN NASSAR, o oba-oba: “como produzir 1 romance a favor do PETISMO”

  7. Anota aí pessoal:
    http://infograficos.estadao.com.br/especiais/placar/votacao/economia/?id=KJpdG40RpG
    Esse Evair de Melo é defensor da reforma pra acabar com a previdência.
    Ele e todos os que se declaravam “indecisos” só se declararam assim pra negociar o voto com o Temer.
    NÃO VOTE NESSAS TRAIAS.

  8. Evair de Melo concorda com Sarney.
    Aprendiz do patriarca da corrupção sistêmica?
    Parabéns a quem votou nesse Evair. Na próxima vez caga na urna que é mais digno.

  9. Sarney e Renan, dois corruptos-mor do PMDB, com alto grau de tino político. Um mais para a centro-direita o outro mais para a centro-esquerda! Só no Brasil é que dois parasitas desse naipe se colocam como fundamentais na interlocução entre os poderes e os espectros partidários. A ponte, o fisiologismo, o percurso, uma enorme Baía de Guanabara tupiniquim.

  10. Ah tá, o pessoal vai abstrair.
    A reforma é do Temer e do Meireles Friboi Original, mas nós vamos fazer de conta que não.
    Sinceramente, era melhor ficar quieto.

  11. Sonhar é bom e não paga imposto!
    A reforma da previdência tem apoios e contrários que são distintos do apoio, ou da oposição, ao Governo Temer. Mas convenhamos que o tema enfrenta dificuldades desde sua proposta, independente da popularidade do Governo. O fato é que ninguém será eleito se prometer fazer a reforma.Assim, para todos que pretendem ser candidatos , o melhor seria fazer a reforma possível ainda no Governo atual, e de preferência antes do início das campanhas.O PSDB , por exemplo, sempre disse ser a favor da reforma, mas metade deles votaram contra Temer.
    Ou mudamos este jeito de analisar a importância da reforma, ou ela nunca será feita.
    A regra de que mudanças se faz no primeiro ano de um governo forte é pura argumentação pois este governo já seria tratado como traidor do povo logo de cara.

  12. Bom, agora, Temer, o Pato Manquissimo, vai ter todo o tempo do mundo para responder a PGR ao processo da Rodrimar, a terceira denúncia!

  13. Conversa mole. Se o Temer não tem moral, tampouco o Congresso. Esse Maia é um zero à esquerda, está lá porque interessa ao Temer.

  14. Cambada de vagabundos. Acham que continuarão enganando os brasileiros sempre, com filigranas, estratagemas pueris e ridiculos. NÓS NÃO CONFIAMOS EM NINGUÉM DE VOCÊS, SEUS SUJOS.

  15. A ORCRIM vai aos poucos esfacelando-se… Quem estava naqueles áudios de Jucá, do grande acórdão nacional? Jucá, Sérgio Machado, Renan e Sarney. Quem ainda está com Temer? Que eu saiba, NINGUÉM!

  16. .
    NEM DRÁCULA TEMER, TAMPOUCO BOTAFOGO.
    CONVOQUEM CIDADÃOS DE RENOME, COM CONHECIMENTO
    EM CADA ÁREA, PARA QUE ELABOREM PROJETO DE REFORMA
    A SER POSTERIORMENTE VOTADO NO CONGRESSO.
    NÃO É SÓ O PLANALTO QUE NÃO TEM CREDIBILIDADE.
    O CONGRESSO TÁ VALENDO MENOS QUE UM PEDAÇO DE PAPEL
    HIGIÊNICO USADO, DOS DOIS LADOS!!!
    ACORDA, BRASIL!!!!
    .

    1. Então é melhor não fazer?
      Que outro presidente vai fazer as reformas?
      Melhor deixar Lula pegar um país quebrado?
      E se Lula for preso?

  17. “É óbvio que um sistema onde 7 milhões [de pessoas] representam um déficit de R$ 150 bilhões por ano e um número de quase 30 milhões de pessoas representam um valor do déficit igual, tem coisa muito errada.”
    .
    “Temos hoje um sistema que é deficitário e a gente precisa acabar com os privilégios. A Previdência é hoje o maior programa de transferência de renda do país, daqueles que ganham menos para aqueles que ganham mais.”, ironizou Maia, em referência à facilidade que servidores públicos têm para se aposentar cedo e com altos salários.
    .
    “O aumento dos gastos com Previdência para o próximo ano será da ordem de 60% de todo o gasto do governo. Às vezes, reclamamos da falta de dinheiro para ciência e tecnologia e para educação, porém vai faltar ainda mais se não estancarmos essa sangria.”

    1. Diz um velho sobrevivente de guerra que, nos seus já quase 80 anos, traduz a realidade do aposentado no Brasil: ” Enquanto eu mendigo com 2 salários mínimos. tem uma grande maioria que ganha até 40. A razão estaria na composição química do estômago, ou seja, enquanto um come capim, o outro ouro e prata?

  18. O velho lobo da estepe da roubalheira aconselhando o galo a subir bem alto no poleiro. Algo magistral no contexto das aberrações de um país chamado de Roubil.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.