Deputados avaliam falas de Otoni como "muito mais graves" que as de Daniel Silveira

Deputados avaliam falas de Otoni como “muito mais graves” que as de Daniel Silveira
Foto: Reprodução

Lideranças da Câmara reagiram, nos bastidores, à divulgação ontem, por este site, de um vídeo publicado originalmente no Facebook de Otoni de Paula no qual o deputado federal do PSC do Rio de Janeiro, após se referir a ministros do STF, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco, diz que “o vírus são vocês, seus vagabundos, seus filhos de satanás”. Ele também falou em “derramamento de sangue”.

Lira pediu acesso ao vídeo original (assista aqui) e integrantes da bancada evangélica que não gostaram das declarações de Otoni — ele é pastor ligado à Assembleia de Deus — cobraram alguma advertência por parte da cúpula da Câmara. A avaliação quase unânime é a de que as falas do bolsonarista “são muito mais graves” que as de Daniel Silveira, preso em fevereiro deste ano justamente após uma gravação com ameaças a ministros do STF.

O deputado federal José Nelto, vice-líder do Podemos na Câmara, afirmou publicamente:

“O único ‘sangue que vai ser derramado’ é o do próprio Otoni, que está no mesmo caminho do deputado Daniel Silveira. Depois, não adianta pedir clemência para a Câmara.”

Ainda ontem, Otoni negou — leia aqui — que tivesse feito ameaças a autoridades no vídeo divulgado. “Nenhuma ameaça. O que há são alertas de quem não quer ver uma guerra civil no país”, alegou o parlamentar.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
TOPO