Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Deputados chamam presidente do Conselho Federal de Medicina por 'tratamento precoce'

Em discurso à Assembleia Geral da ONU, Bolsonaro citou "recomendação do nosso Conselho Federal de Medicina" para o chamado "tratamento precoce"
Deputados chamam presidente do Conselho Federal de Medicina por tratamento precoce
Reprodução/CFM/YouTube

A Comissão de Fiscalização Financeira da Câmara aprovou nesta quarta (29) requerimento para audiência pública com o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Luiz de Britto Ribeiro, para discutir a adoção de protocolos de tratamento contra a Covid.

O autor do requerimento é o deputado federal Jorge Solla (PT-BA). No texto, Solla cita trecho do discurso do presidente Bolsonaro à Assembleia Geral da ONU, na semana passada:

“Desde o início da pandemia, apoiamos a autonomia do médico na busca do tratamento precoce, seguindo recomendação do nosso Conselho Federal de Medicina”.

Solla escreveu: “Como resta explicitado pelo presidente, recomendações do Conselho Federal de Medicina (CFM) teriam servido de fundamento técnico para a adoção do chamado “tratamento precoce” como uma política pública no enfrentamento à pandemia do Covid-19”.

Entre as medidas adotadas pelo governo Bolsonaro estão a produção de cloroquina pelo Laboratório Químico e Farmacêutico do Exército e o lançamento do aplicatico TrateCov, que receitava remédios sem eficácia para basicamente todos os pacientes.

Além de Britto Ribeiro, o requerimento de Solla pede que a audiência pública conte também com a presença de Marcelo Queiroga, um representante do TCU e Ceuci de Lima Xavier Nunes, da Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia (ABMMD).

Leia mais:

CPI vai pedir que PGR investigue Conselho Federal de Medicina por caso Prevent

Pazuello culpa CFM por políticas de prescrição de cloroquina

Kátia Abreu diz que CFM agiu ‘como Pôncio Pilatos’ a respeito de cloroquina

“Tratamento precoce” contra Covid-19 é ineficaz, diz presidente da Associação Médica

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO