ACESSE

Deputados foram tchutchucos com os militares

Telegram

Como registramos ontem à noite, deputados decidiram, por 307 a 131 votos, mandar a reforma da Previdência dos militares para o Senado, sem necessidade de aprovação no plenário da Câmara.

Autor de um dos recursos derrotados, o deputado Tiago Mitraud, do Novo, escreveu no Twitter que os parlamentares “preferiram delegar assunto tão importante a uma comissão especial formada majoritariamente pelos próprios militares”.

Nas próximas 2 ou 3 semanas, algumas questões realmente importantes — e que provocam paixões — devem chegar a seu ápice e, talvez, a um desfecho. SAIBA MAIS AQUI

Comentários

  • Renato -

    A votação não seria uma aprovação tácita?

  • Claudia -

    Filhos de umas bolsotraições

  • Esther -

    E daí? Todos são livres p/ lutar contra. Pq não fizeram?

Ler 15 comentários