Deputados querem convocar Pazuello por ter incentivado cloroquina em Manaus

Deputados querem convocar Pazuello por ter incentivado cloroquina em Manaus
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os deputados Felipe Rigoni (PSB) e Tabata Amaral (PDT) enviaram um ofício a Rodrigo Maia pedindo o retorno imediato das atividades do Congresso e a convocação de Eduardo Pazuello.

No documento, ao qual O Antagonista teve acesso, os parlamentares defendem que é preciso o Parlamento agir, por exemplo, em relação à vacinação e à realização das provas do Enem.

Sobre a situação da pandemia em Manaus, eles chamam atenção para o incentivo feito pelo ministro da Saúde ao uso da cloroquina como “tratamento precoce”.

“Enquanto os países caminham para a vacinação cientificamente comprovada e com planos objetivos de imunização, o governo brasileiro, através do Ministério da Saúde, enviou ofício no dia 7 de janeiro de 2021 à Secretaria de Saúde de Manaus, de modo a constranger as autoridades do estado a adotarem a cloroquina e hidroxicloroquina, além do antibiótico azitromicina, medicações sem qualquer eficácia comprovada cientificamente para o combate à doença”, diz trecho do texto.

E mais:

“Em postura ainda mais grave, o ministro da Saúde esteve na capital amazonense no dia 11 de janeiro, ocasião em que recomendou o tratamento precoce do kit cloroquina, reforçando a adoção de protocolo contrário às melhores práticas de tratamento da doença e sem comprovação que se baseie em evidências científicas, colocando em risco milhares de vidas.”

Os dois deputados ainda escrevem que, “enquanto o Ministério da Saúde se encontra em estado de paralisia e flagrante negacionismo em relação a pandemia do coronavírus e às suas consequências na vida dos brasileiros, o país acompanha apreensivo o colapso do sistema de saúde de Manaus, onde a população local padece de falta de insumos básicos para o combate efetivo à doença, como o oxigênio, o que torna a situação dos enfermos ainda mais dramática e penosa”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Mais lidas
  1. Moro: "Para a frustração dos corruptos e de seus amigos"

  2. "Lockdown imediato, nacional, de 21 dias"

  3. "Mãe"

  4. Mandetta 2022

  5. Vaza, Guedes

Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 92 comentários
TOPO