ACESSE

Deputados trabalham para afrouxar a PEC da prisão na segunda instância

Telegram

Enquanto a PEC da prisão na segunda instância está em banho-maria, deputados vão tentando desfigurá-la nos bastidores.

O Antagonista apurou e o deputado Fábio Trad (PSD), relator da proposta, confirmou: há um grupo na Câmara fazendo de tudo para, digamos, amenizar o teor da PEC.

Segundo o próprio Trad disse ao site, existe “uma corrente” — ele não citou deputados, nem partidos — que defende que a PEC deve incidir apenas sobre os fatos praticados depois da sua promulgação.

“Eu discordo. Defendo que a PEC deva incidir sobre os processos iniciados após a sua promulgação, mesmo que envolvam fatos praticados antes do início de sua vigência. Não vejo razão jurídica alguma que possa sustentar a tese contrária.”

Entenderam bem? A movimentação é para que todos aqueles que cometeram crimes até a promulgação da PEC sejam praticamente livres de prisão.

Trad nega que esteja sendo “pressionado”, mas O Antagonista sabe que agora ele ouve sugestões de defensores de Lula e de Flávio Bolsonaro.

Leia mais: O caso Flávio Bolsonaro-Queiroz: até onde a investigação pode chegar? Clique para saber mais

Comentários

  • Fernando -

    Agora a culpa é do Moro? Quem deve explicações é o presidente da 'nova política' e sua ALIANÇA com o Centrão. Ademais, quando juiz, condenou o Beto Richa, do PSDB. Sáia deste pasto, bolsopetista!!

  • Claudete -

    Ninguêm tem vergonha na cara. Ñ SE COMPROMETEM COM A HONESTIDADE, GASTAM NOSSO DINHEIRO PARA CONTINUAREM A GASTAR, DAÍ QUANDO O POVO D8Z PARA ACABAR COM.ELES..FICAM TRISTINHOS.BANDO DE SAFADOS

  • Isaias -

    Isso é óbvio, é preciso chamar defensores capazes de comunicar ao povo qualquer tentativa de fazer com a prisão em 2ª instância o mesmo que aconteceu com o pacote anticrime.

Ler 83 comentários