A derrota plebiscitária de Lula e Dilma

“O povo enterrou a narrativa do golpe”, diz Merval Pereira.

Leia um trecho de sua coluna:

“O plebiscito foi não só em relação ao impeachment de Dilma, mas também em relação à prisão de Lula e à atuação da Lava Jato. Dos inúmeros significados desta eleição, um deles, por seu simbolismo, chama especial atenção: a ex-presidente Dilma teve a sua candidatura ao Senado recusada pelos eleitores mineiros, que lhe tiraram os poderes políticos que foram mantidos por uma interpretação fajutada Constituição avalizada pelo então presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski. E a advogada Janaina Paschoal, coautora do pedido de impeachment, foi a deputada mais votada da história.

De forma clara e plebiscitária, a tese do golpe foi rechaçada. O povo chancelou o impeachment de Dilma e enterrou a narrativa do golpe.”

Comentários

  • Rachel -

    Só os petistas e psolistas e outros istas não tinham entendido ainda. A campanha de Dilma teve um tom melancólico em Minas, só o IBOPE e Datafolha lhe consagravam um primeiro lugar.

  • Marina -

    Interresante que a OUL fala de muitas agressões do apoiadores do Bolsonaro em pessoal do PT sendo que os apoiadores do Bolsonara sabem que ele sera' o vencedor .Este povo das trevas dao capases de t

  • Rachel -

    Agora, os apadrinhados com altos salários no governo Pimentel, já devem estar fazendo as malas para encontrar outro encosto em algum estado que será governado pelos companheiros. Bahia , se cuida.

Ler 125 comentários