“Desde o início, a Ficha Limpa surfou em ondas”

O Antagonista conversou com dom Dimas Lara Barbosa, secretário-geral da CNBB quando da elaboração da Lei da Ficha Limpa. A conferência dos bispos foi a primeira entidade a encabeçar o projeto.

O bispo disse que, pelo julgamento apertado no STF em relação à competência das câmaras dos vereadores para julgar as contas de prefeitos, “pode ser que estamos diante de uma lacuna da lei, que precisa ser aprimorada”.

Mas em relação às críticas de Gilmar Mendes, o religioso contesta:

“Tenho um grande respeito pelo ministro, mas a Lei da Ficha Limpa foi uma verdadeira maratona cidadã e o princípio dela está cada vez mais enraizado na população.”

Dom Dimas lembrou, ainda, que o projeto sofreu grandes resistências, inclusive de “pessoas ilustres” do Conselho Federal da OAB.

“Desde o início, a Ficha Limpa surfou em ondas. Chegaram a dizer que era mais fácil um boi voar do que lei passar. E ela passou.”

Faça o primeiro comentário