MORO SE EXONERA DA MAGISTRATURA

O desembargador Thompson Flores, do TRF4, assinou na tarde desta sexta-feira o ato de exoneração de Sergio Moro.

No documento, o futuro ministro da Justiça alegou que é notório o convite e a aceitação para assumir a pasta em 2019.

Ele escreve também que “houve quem reclamasse que eu, mesmo em férias, afastado da jurisdição e sem assumir cargo executivo, não poderia sequer participar do planejamento de ações do futuro governo”.

O seu sossego depende do sucesso de Sergio Moro. Leia aqui

E completa: “Assim, venho, mais uma vez registrando meu pesar por deixar a magistratura, requerer a minha exoneração do honroso cargo de juiz federal da Justiça Federal da 4ª Região, com efeitos a partir de 19/11/2018, para que eu possa então assumir de imediato um cargo executivo na equipe de transição da Presidência da República e sucessivamente ao cargo de Ministro da Justiça e da Segurança Pública

Destaco meu orgulho pessoal de ter exercido durante 22 anos o cargo de juiz federal e de ter integrado os quadros da Justiça Federal brasileira, verdadeira instituição republicana.”

Comentários

  • Serena -

    Seu orgulho não é maior que o de milhões de brasileiros e estrangeiros. Com certeza, todos dispostos a colaborar com sua honrosa missão neste país.

  • Serena -

    Teve que pedir exoneração em tempo record, como se fôsse um transgressor. Este país está de ponta cabeça ! Se fôsse em empresa privada, seria homenageado pelos maravilhosos serviços prestados.

  • elisabeth -

    Juiz Moro faz e fará como sempre fez bem ao seu país como sempre fez, dando assim a esperança a todos os desesperançados que o maldito partido deixou, VIVA MORO!!!!!Morra Lula, para sempre.

Ler 203 comentários