Desembargadora mantém censura à Crusoé a pedido de Bia Kicis

Desembargadora mantém censura à Crusoé a pedido de Bia Kicis
BRASILIA - DF - BRASIL - 02/05/2019 Deputada Federal Bia Kicis durante entrevista em seu gabinete para Crusoe Foto: Adriano Machado/Crusoe

A desembargadora Maria Ivatônia Barbosa dos Santos, do TJ-DF, manteve a censura imposta a uma reportagem da Crusoé em ação ajuizada pela deputada bolsonarista Bia Kicis.

A reportagem, publicada em 17 de julho, mostrava os empecilhos existentes no Congresso à aprovação da PEC da prisão em segunda instância.

Por decisão do juiz de primeira instância, o nome da bolsonarista foi coberto com uma tarja preta. Crusoé seguirá recorrendo contra a censura.

“A decisão da desembargadora surpreende, pois sustenta que ocultar do leitor o nome de uma pessoa pública não causa dano à matéria jornalística”, afirma o advogado da revista, André Marsiglia.

LEIA AQUI a íntegra da reportagem.

Leia mais: CENSURA À IMPRENSA: O EXEMPLO QUE VEM DO SUPREMO
Mais notícias
TOPO