Desembargadora se torna ré por suposta injúria contra Jean Wyllys

O Superior Tribunal de Justiça tornou ré por injúria a desembargadora do Rio Marília Castro Neves, por ter postado no Facebook que Jean Wyllys deveria ir para um “paredão profilático”, “embora não valha a bala que o mate e o pano que limparia a lambança”.

A ação foi movida pelo ex-deputado. A relatora, Nancy Andrigui, disse que há indícios suficientes de que a magistrada quis “injuriar, denegrir, macular ou atingir a honra” de Wyllys.

Foi rejeitado um pedido de afastamento da desembargadora enquanto durar o processo.

Seus comentários exibidos em destaque em O Antagonista, formando a comunidade dos leitores mais bem informados do Brasil. Leia mais

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Ronaldo disse:

    Ainda existe a expressão bi.cha louca?

Ler comentários
  1. Curupira disse:

    É claro que a juizecademerdha é da mesma corja do cuspidor!

  2. Polistyca disse:

    o Partido dos Trabalhadores e seus satélites são desgraç.ados.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.