Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Desembargadora suspende inquérito sobre propina para enterrar Castelo de Areia

O ex-presidente do STJ César Asfor Rocha obteve uma nova vitória judicial em Brasília
Desembargadora suspende inquérito sobre propina para enterrar Castelo de Areia
Foto:Renato Araújo/ABr

O ex-presidente do STJ César Asfor Rocha obteve uma nova vitória judicial em Brasília, diz a Crusoé.

“A desembargadora Maria do Carmo Cardoso, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, suspendeu o inquérito policial que apurava a suspeita de que Asfor Rocha recebeu 5 milhões de dólares para enterrar a Operação Castelo de Areia, em 2010. A ação havia prendido executivos da empreiteira acusados de pagar propina a políticos em esquema semelhante ao descoberto pela Lava Jato.”

A investigação sobre Asfor Rocha foi aberta pela Lava Jato em 2019, a partir da delação de Palocci. Pouco tempo depois, ele conseguiu enviar o caso para Brasília.

Maria do Carmo Cardoso, a “tia Carminha”, é ligada ao senador Flávio Bolsonaro.

Leia mais aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO