Desemprego diminui, mas ainda é alto

A taxa de desemprego no Brasil recuou para 12,4% no trimestre encerrado em junho, segundo o IBGE.

Isso significa que 13 milhões de pessoas estão desempregadas no país, registra o G1.

“A taxa ficou abaixo da registrada no trimestre terminado em maio, quando o índice foi de 12,7%, e também na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior (13%).

O número de desempregados também caiu. No trimestre encerrado em maio eram 13,2 milhões. Já na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, quando havia 13,5 milhões de desocupados, o número de desempregados caiu 3,9%, ou menos 520 mil pessoas nesta situação.”

A queda, porém, tem sido puxada pela geração de postos informais e pelo grande número de brasileiros fora do mercado de trabalho (que nem trabalham nem procuram vagas). Esse número atingiu 65,6 milhões, o maior desde 2012.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Cesar K. disse:

    E o Antagonista cai nessa esparrela chapa-branca. Estão incluindo as pessoas vendendo bala e amendoim no semáforo (que é mendicância velada) como se estivessem empregados.

Ler comentários
  1. Chega de saudade disse:

    Antagonista O indicador chave é numero de trabalhadores com carteira assinada que só faz cair...

  2. Realista Senior disse:

    Nenhum dos presenciáveis, principalmente o palhaço fanfarrão ex-capitão, nenhum deles comenta sobre como pretende reduzir o desemprego no Brasil. Acho isso muito mais crítico do que questão de segurança pública e bobagens como "valores de família" e a ficção "deus". Sério mesmo.

    1. Típico pensamento de coxinha desocupado que mora em condomínio fechado, faz compra em shopping e tira férias na Europa. Não tem mesmo por que se preocupar com segurança.

  3. gilberto disse:

    Depois do vampirao cair na arapuca feita para pegar corrupto em maio/2017 ele nao teve mais governabilidade. O PT/Renan/Janot conseguiu mais desemprego, mais inflacao, mais recessao, isso ajudando o pt e outros, no quanto pior melhor.

  4. Flavinha disse:

    Foi para isso que me serviu a Teologia da Libertação. Mandei os ditadores que pude pra pqp.

  5. Flavinha disse:

    Primeiro é preciso distinguir trabalho de emprego. Eu, por exemplo, trabalho para mim. Sem patrão e sem empregados. A Internet é minha ferramenta de trabalho. Não compro nada que me obriguem a receber nota fiscal. E no entanto emito nota. Não alimento marcas. Crio o que quero usar.

  6. Miranda Priestly disse:

    O desemprego diminui nos EUA porque o Trump reduziu impostos da iniciativa privada, gerando mais consumo e novos investimentos, melhorem Antagonistas!

    1. A economia dos EUA já estava de vento em popa entre 2014 e 2016, emprego em alta - a diferença é que o trumpete cortou impostos. Mas está gastando horrores com exército, isso aumentará ainda mais o já gigantesco déficit do país.

  7. Miranda Priestly disse:

    Antagonistas melhorem! Só é considerado "redução de desemprego" quando se trata de geração de empregos formais, de carteira assinada. Se não houve isso, então não houve redução do desemprego coisíssima nenhuma!

  8. WHO'S JOHN GALT? disse:

    Para que o trabalho? Coisa de otário. A eterna cornucópia do Estado sempre me proverá.

  9. Eleitor Brasileiro disse:

    30 anos de PT/PSDB/PMDB = 100 anos de atraso. Esquerda NUNCA MAIS

  10. Flavinha disse:

    Tem uma matéria lá em baixo que coloca em cheque esses dados. Qual o espectro dessas pesquisas afinal?