Desmontando a farsa

“Os documentos do Guarujá: desmontando a farsa”.

O título da nota do Instituto Lula é espantosamente verdadeiro.

Os documentos, de fato, desmontam a farsa de que Lula comprou uma cota da Bancoop, e não um apartamento.

Eles desmontam também a farsa de que Marisa Letícia desistiu do negócio em 2009.

Mais ainda: a nota admite que a reforma do triplex, bancada pela OAS, foi feita para adequar o imóvel às “necessidades e características” da família de Lula. E que, posteriormente, Lula reembolsaria a empreiteira. Ou seja: a nota reconhece que o apartamento era destinado a ele.

A nota diz igualmente que Léo Pinheiro, presidente da OAS, levou Lula e Marisa para uma visita ao triplex, que estava “disponível para venda”. Como mostrou um documento publicado pela IstoÉ, o triplex de Lula, na planilha da OAS, aparecia como indisponível – ou vendido.

Os advogados de Lula e O Antagonista concordam plenamente: os documentos do Guarujá desmontaram uma farsa.

Apartamento vendido

Faça o primeiro comentário