“Destino de Lula é o banco dos réus”

O Valor fez uma ótima entrevista com Miguel Reale Júnior.

Ele falou sobre Lula:

“Acho que seu destino é frequentar escritório de advocacia criminal e banco dos réus. É um destino muito lamentável, triste para um ex-presidente”.

Ele negou que Lula possa ser candidato em 2018:

“Ele nem pode porque ele é réu. Se réu não pode estar na linha de sucessão da Presidência da República, como é que ele, réu, será candidato? Se for eleito, pode assumir? Essa é a pergunta”.

Ele falou sobre os outros presidenciáveis delatados na Lava Jato:

“É um tsunami que vem por aí: governadores, senadores, deputados. É um novo quadro que se abre no país.

E comentou a hipótese de que FHC ou Nelson Jobim assumam o Palácio do Planalto:

“Jobim advogou para a Odebrecht, é o proponente do projeto de abuso de autoridade que foi lançado pelo Renan. Fernando Henrique não entraria em um mandato tampão. Precisamos segurar essa pinguela, fazer com que ela vá se fortalecendo e fazer essa travessia para salvaguardar a nós mesmos”.

Sobre a renúncia de Michel Temer, ele disse:

“Precisamos de um presidente, passar esse momento. Seria loucura colocar o país numa insegurança absoluta nesse instante”.

E sobre o julgamento no TSE:

“Vai demorar. Tem provas a serem produzidas, perícias a serem realizadas, delação da Odebrecht, tem muita coisa pela frente. A decisão do TSE tem recurso para o Supremo. Não se completa no ano que vem”.

Faça o primeiro comentário