ACESSE

Diácono pede que Toffoli restabeleça censura a Porta dos Fundos

Telegram

Um advogado e diácono da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo entrou com um pedido para que Dias Toffoli reconsidere sua liminar e restabeleça a censura ao episódio de Natal do Porta dos Fundos que retrata um Jesus gay.

Recorrendo a citações bíblicas, o advogado Bruno de Souza Miguel afirma que não há censura na proibição de exibição do vídeo, mas está configurado crime por parte da produtora. “O Código Penal é cristalino ao estabelecer que é crime o escarnio público por motivo de crença ou função religiosa, o que foi exatamente o que a reclamante [Netflix] e a empresa Porta dos Fundos fizeram”, escreveu.

Segundo ele, o que aconteceu no caso em tela foi o abuso máximo de um direito constitucional (liberdade de expressão) com a violação de outro direito constitucional (inviolabilidade de crença).

Apesar da reclamação, é pouco provável que Toffoli recue.

Duas investigações em andamento podem tirar Renan Calheiros da zona de conforto. CONFIRA

Comentários

  • Aldo -

    Ainda insisto: este pessoal deveria fazer peça semelhante com Maomé para mostrar isenção.

  • Raimundo -

    Nível intelectual tá andando em baixa, né ilustre?

  • Roberto -

    Sinceramente, toda essa repercussão está cada dia dando notoriedade ao filme. A questão é muito simples, quem quiser assistir que assista, quem não aprova que não assista.

Ler 82 comentários