Dias Toffoli na Custo Brasil

Dias Toffoli está enrolado na Custo Brasil.

Em dezembro de 2014, um prefeito acusado de compra de votos, impedido de tomar posse, pediu socorro a Carlos Gabas, ministro de Dilma Rousseff.

Segundo um relatório da PF, obtido pela Veja, Carlos Gabas imediatamente acionou Dias Toffoli, enviando-lhe a seguinte mensagem:

“Diga aí, Excelência! Podemos tomar um café?”

Dias Toffoli respondeu-lhe:

“Estou no TSE. Se quiser, passe aqui”.

Carlos Gabas encontrou-se com Dias Toffoli. Quinze minutos depois do encontro, encaminhou uma mensagem a Luiz Marinho, dizendo-lhe:

“Tudo certo. Pede para protocolar o pedido de reconsideração”.

No dia seguinte, o pedido foi protocolado e Dias Toffoli autorizou a posse do prefeito.